domingo, 19 de abril de 2015

Ônibus espacial Discovery








            

                 Ônibus espacial volta pra casa de 747




Cockpit Onibus Espacial

Após ter realizado uma das mais importantes missões em órbita da Terra e ter percorrido nada menos que 8.5 milhões de quilômetros, o ônibus espacial pegou carona nas costas de um jato 747 e chegou no Centro Espacial Kennedy, na Flórida. A carona foi necessária devido às más condições do tempo no dia da aterrissagem, que impediram que o cargueiro espacial pousasse em segurança.



O custo estimado desse tipo de transporte é superior a 1 milhão de dólares e foi evitado ao máximo pelos diretores da Nasa. O objetivo era pousar o ônibus espacial na Flórida, mas o tempo severo obrigou-o a permanecer em órbita dois dias além do previsto, na esperança de que o tempo melhorasse. Como não foi possível, os controladores concordaram em pousar o cargueiro espacial na base militar californiana, do outro lado do país.



O pouso encerra uma das mais complexas missões em órbita da Terra e que teve como objetivo o conserto e upgrade do telescópio espacial Hubble. Os trabalhos foram realizados após uma jornada de 13 dias e 5 passeios espaciais.



O ônibus espacial Discovery decolou para sua última viagem, pegando carona num avião até o anexo do Museu Nacional Aeroespacial Smithsonian, na Virgínia.

Os Estados Unidos aposentaram a sua frota de ônibus espaciais, após concluírem a construção da ISS (Estação Espacial Internacional), um projeto de US$ 100 bilhões que envolve 15 países. 



Agora, a Nasa, agência espacial americana, começou a desenvolver uma nova geração de naves capazes de levar astronautas a destinos mais distantes do que a estação, que está a 384 km de altitude.

Em vez de decolar de uma plataforma de lançamento à beira-mar, como era habitual, o Discovery desta vez subiu aos céus em cima de um avião Boeing 747 modificado, que taxiou ao alvorecer na pista do Centro Espacial Kennedy.



O Discovery foi então transferido para o Centro Steven F. Udvar-Hazy, ligado ao Smithsonian, em Chantilly, na Virgínia.

A nave, que entrou em atividade em 1984, substituirá a Enterprise, protótipo de nave orbital que está exposto no museu depois de ser usado em testes de voos atmosféricos na década de 1970. 



A Enterprise, por sua vez, será levada para o Museu Marítimo e Aeroespacial Intrepid, em Nova York.

Os outros ônibus espaciais, Endeavour e Atlantis, serão expostos no Centro de Ciências da Califórnia, em Los Angeles, e no Complexo de Visitantes do Centro Espacial Kennedy, na Flórida, respectivamente.



Pesquisa: silveira

Fonte: http://noticias.r7.com/ Fotos: www.google.com.br Vídeo: www.youtube.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário